A GRANDE ESTRADA QUE ATRAVESSA O RIO, DO RN AO RS, E POR QUE AQUI TEM INÚMERAS ESTRADAS JUNTO COM RUAS E AVENIDAS.


Na época (1940-50), o Departamento de Estradas de Rodagem Federal só liberava verba que fosse aplicada na construção de estradas federais.


Na década de 1960, a cidade foi beneficiada com grandes obras viárias, a partir da ideia de continuar a estrada federal BR-101 por dentro da cidade. Esta estrada, também chamada Translitorânea, atravessa o país do Rio Grande do Norte ao Rio Grande do Sul. 

A partir da Rio-Santos, seria construída uma grande via do Recreio dos Bandeirantes à Barra da Tijuca (avenida das Américas, parte da BR-101), abririam-se o túnel Dois Irmãos (Zuzu Angel), a avenida Borges de Medeiros, o túnel Rebouças, o viaduto dos Marinheiros e a ponte Rio–Niterói (parte da BR-101), por onde esta estrada federal continuaria seu caminho rumo ao norte do país. 

A Rio-Santos, portanto, é a parte sudeste da BR-101, entre Rio e São Paulo. Corta o município do Rio de Janeiro, iniciando ao norte, na ponte Rio-Niterói, passando pela avenida da Américas, rumo a Santos, em São Paulo. Tempos depois, a avenida Brasil substituiria a avenida das Américas e passaria a fazer parte da Rio-Santos.

Estradas famosas por aqui: do Mendanha, da Gávea, do Camboatá, da Vista Chinesa, do Pau Ferro, Auto-estrada Lagoa-Barra, dos Bandeirantes, das Canoas, Intendente Magalhães, do Gabinal, do Portela, Vicente de Carvalho, do Galeão, de Jacarepaguá, do Tindiba etc.

Sobre o Autor

Mário Márcio Leal

Sou patologista humano, mas no momento estou interessado na patologia do ser urbano e sua principal doença - O ENGARRAFAMENTO.

Deixe um comentário