UMA CURIOSIDADE SOBRE O TÚNEL REBOUÇAS

    Em 13/05/2014 foi inaugurado o busto dos irmãos André (1833-1898) e Antônio (1838-1874) Rebouças, na Praça José Mariano Filho. Na Av. Borges de Medeiros, pouco antes de virar à esquerda para subir o viaduto e entrar no Túnel, olhe para a direita e você verá essa Praça.
As galerias do túnel, no sentido Centro, recebem o nome de André Rebouças, e as que chegam à Lagoa, Antônio Rebouças. 
O túnel é um projeto antigo, criado pela equipe do arquiteto e urbanista Afonso Reidy, no fim dos anos 1940 e início dos anos 1950, baseado num plano de remodelação urbana da Cidade do Rio de Janeiro, elaborado entre 1928 e 1930, por Donat Alfred Agache, arquiteto francês, trazido da França pelo então prefeito da cidade, Antônio Prado Júnior (Governo Getúlio Vargas). Reidy foi assistente de Agache. 
Foi construído e inaugurado em agosto de 1965, no governo Carlos Lacerda, sob a influência de Marcos Tamoio, engenheiro formado na Escola Politécnica e secretário de Obras Públicas do então Estado da Guanabara. Em 1975, Tamoio foi o primeiro prefeito da Cidade do Rio de Janeiro, após a fusão entre a Guanabara e o antigo Estado do Rio de Janeiro, nomeado pelo então governador Faria Lima. Na saída do Rebouças, na Lagoa, seguindo à direita em direção ao Humaitá, contorna-se a praça Marcos Tamoio.

Sobre o Autor

Mário Márcio Leal

Sou patologista humano, mas no momento estou interessado na patologia do ser urbano e sua principal doença - O ENGARRAFAMENTO.

Deixe um comentário